Ir para conteúdo

MVM MOURA

Membros
  • Posts

    537
  • Posts por dia

    0,38
  • Registrado em

  • Última visita

  • Créditos

    89

Sobre MVM MOURA

  • Rank
    Membro Elite
  • Data de Nascimento 27-04-1980

Informação Pessoal

  • Sexo
    Male
  • Localidade
    Mossoró
  • Texto pessoal
    Se te ajudei da um joinha nao custa nada.
  1. @kstilhos amigo está usando pente de memória com essas especificações 800/1067 MHz DDR3 / 1.5V ? veja se a pilha da CMOS tem a tensão de 3V.
  2. @lucas50 amigo veja as tensões do U1 todos os pinos certo mais especificamente o pino 1 e no J_LCD1 conector lvds veja se o pino 12 tem tensão ok.
  3. A briga pelo melhor intermediário de entrada ficou ainda mais acirrada em 2017, com diversos modelos sendo lançados e confundindo ainda mais a salada mista de modelos e nomenclaturas nas prateleiras. De um lado a Motorola aposta no seu Moto E4 Plus, e do outro lado temos o Galaxy J7 Neo da Samsung, ambos na faixa dos R$ 1.000. Quem vencerá essa treta malígna pelo seu suado dinheirinho? Se liga só nesse comparativo que fizemos pra te ajudar a escolher entre eles! Fonte: Canaltech - YouTube Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  4. Se você está à procura de um novo monitor pra lá de premium, confira agora a nossa análise do Dell Ultra-Fino de 27" S2718D. Fonte: Canaltech - YouTube Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  5. No ano passado os monitores curvos começaram a dar as caras no mercado, de verdade. Ainda com problemas na exibição de detalhes e, principalmente, com preço proibitivo. Mesmo assim a Samsung lançou mais um, o CF791 e ele pode ser um passo adiante em tornar este tipo de tela mais popular. Confira nossa análise! Fonte: Canaltech - YouTube Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  6. Cerca de 6 meses após o lançamento do Moto G5, o Moto G5S desembarcou no Brasil. E pra quem esperava por muitas mudanças, ou estava preocupado porque acabou de comprar o G5… calma, vamos conferir o nosso comparativo entre eles. Fonte: Canaltech - YouTube Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  7. @Detrox amigo pelas regras o Título é para está assim: Modelo completo do aparelho + Modelo da placa + Defeito
  8.  dúvida CCE Ultra Thin U25 + NH4CU53 + Problema na BIOS

    @Fabio Iannaccone o amigo verificou se as configurações no setup estão corretas?? Como a forma de reconhecimento do HD no boot AHCI ou IDE o modo UEFI também já foi habilitado ou desabilitado para ver se não é apenas uma questão de configuração.
  9. Quem tiver dinheiro sobrando poderá colocar também até 128 GB de RAM. A Acer expandiu a sua linha de computadores gamer com o lançamento do Acer Predator Orion 9000 na IFA 2017, feira de tecnologia que acontece em Berlim, na Alemanha. O super PC apresentado nesta quarta-feira (30) pode ser configurado com o novo processador Intel Core i9 e até duas placas de vídeo GTX 1080 Ti, considerada a mais poderosa do mercado. De acordo com a Acer, o desenho exterior do desktop tem os traços de uma nave espacial e foi projetado para “intimidar os adversários”. O dispositivo tem acabamento nas cores preto e prata e traz iluminação personalizável no padrão RGB. Suas alças e rodas são cobertas com uma fibra de carbono para, segundo a fabricante, oferecer maior resistência e robustez. Apesar da aparência impactante, o maior destaque deste PC gamer está na versatilidade de configuração que permite combinar hardwares bem poderosos. O usuário pode escolher um processador Intel Core i9 Extreme Edition com 18 núcleos para comandar esta máquina e até 128 GB de RAM no padrão DDR4. O Acer Predator Orion 9000 ainda oferece suporte para até quatro placas de vídeo Radeon RX Vega ao mesmo tempo, ou duas GTX 1080 Ti, se o usuário preferir. Assim, a empresa promete que os consumidores conseguirão rodar games em realidade virtual com facilidade, se assim desejarem. O modelo traz também resfriamento líquido de fábrica, quatro slots PCIe x16 para expansão de placa de vídeo, além de duas portas USB 3.1 de segunda geração, sendo uma Tipo-C e outra Tipo-A, mais oito portas USB 3.1 de primeira geração, neste caso, uma Tipo-C e mais sete Tipo-A e duas USB 2.0, em um total de 12 conexões. Vale ressaltar que, quanto mais recente for a tecnologia USB, maior a velocidade de transmissão de dados. Em configuração inicial, o Acer Predator Orion 9000 será vendido na América do Norte a partir de dezembro deste ano por US$ 1.999, ou cerca de R$ 6.316 de acordo com a cotação atual do dólar sem os impostos. Não há previsão de lançamento no Brasil. Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  10. O portátil vem em duas versões e tem GPU com overclock de fábrica A HP anunciou na última terça-feira (22), durante a Gamescom 2017, o seu novo notebook gamer, o Omen X. A máquina "não brinca em serviço" e traz o que há de melhor no mundo da tecnologia: processador Intel de sétima geração, teclado mecânico e placa de vídeo top de linha da NVIDIA. O que mais chama atenção nesse equipamento é o fato dele poder ser facilmente customizado. A empresa implementou um sistema que permite a troca de memórias, SSD/HD e outros componentes, sem precisar conhecer muito de manutenção e hardwares. A versão mais potente do notebook, possui tela 4k de 17 polegadas, 32 GB de memória RAM DDR4 e uma GeForce GTX 1080 com overclock de fábrica. O modelo mais básico, entrega apenas um display Full HD, com taxa de atualização de 120 Hz, 16 GB de RAM e placa de vídeo GTX 1070. Além disso, a HP equipou os dois notebooks com um Intel Core i7, armazenamento interno de até 1 TB (SSD ou HD) e duas portas USB-C compatíveis com Thunderbolt. Para resfriar todo esse hardware, existe um sistema inteligente que trabalha com duas ventoinhas e uma câmara de vapor com quatro tubos de calor. Infelizmente, o Omen X não tem data prevista para chegar oficialmente ao mercado brasileiro, mas tudo indica que em novembro a máquina estará disponível no site da empresa. A versão mais básica custa US$ 1.999 (aproximadamente R$ 6.350, em conversa direta e sem impostos) e a versão mais poderosa US$ 3.700 (R$ 11.760). Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  11. Todos os modelos tem foco na portabilidade e versatilidade de uso A Acer lançou nesta quarta-feira (30), na IFA 2017, na Alemanha, três novos modelos de notebooks 2 em 1 ultrafinos, o Acer Swift 5, Spin 5 e Switch 7 Black Edition. Todos eles possuem a 8ª geração do processador Intel Core, Windows 10 Home Edition e foco nos usuários que precisam de portabilidade. O Swift 5 é um notebook ultraleve e ultrafino e, segundo a descrição oficial, foi pensado para usuários que estão sempre em movimento. O Spin 5 é um conversível para uso diário de profissionais que criam músicas, vídeos e games. Já o Acer Switch 7 Black Edition é um 2 em 1 destacável profissional, focado em que prioriza uma aparência mais elegante. Acer Swift 5 O Acer Swift 5 possui menos de 1 Kg e é recomendado pela fabricante para usuários que pensam na portabilidade, mas não dispensa o estilo. Seu acabamento na cobertura superior e inferior é feito com uma liga de magnésio e alumínio, que permite ele ser leve e robusto, segundo a Acer. O dispositivo sai de fábrica com processador Core i7, tela sensível ao toque com tecnologia IPS e resolução Full HD e som com qualidade Dolby Audio Premium, que deixa o áudio mais limpo e potente, e até 8 horas de duração da bateria, de acordo com estimativas da empresa. O Swift 5 será lançado na América do Norte por US$ 999, ou R$ 3.156 de acordo com a cotação atual do dólar, sem contar os impostos. Acer Spin 5 O Acer Spin 5 é um notebook conversível que também pode ser usado como tablet, display e em formato laptop. O produto possui alto-falantes frontais também com Dolby Audio Premium, até 13 horas de duração de bateria, segundo o fabricante, e opções de processador Intel Core i5 ou i7. De acordo com a Acer, o notebook híbrido pode ser usado tanto para fins profissionais, quanto para diversão e é apresentado em dois modelos, com 13 ou 15 polegadas de tela. O primeiro, possui até 16 GB de memória DDR4 e 1.5 kg. Enquanto isso, o segundo tem como destaque uma placa gráfica Nvidia GeForce GTX 1050 e 2 Kg de peso. Aproveitando a tela multitouch do aparelho, os dois modelos saem de fábrica com uma caneta stylus Acer Active, que permite escrever com mais precisão. O Spin 5 chega em setembro na América do Norte com preços que variam de US$ 799 e US$ 999, ou cerca de R$ 2.524 a R$ 3.156 de acordo com a cotação atual do Dólar, sem os impostos. Acer Switch 7 Black Edition Já o Acer Switch 7 Black Edition tem como destaque o seu sistema de refrigeração “Dual LiquidLoop” que dispensa o uso de ventoinhas, o que deixa o dispositivo mais silencioso que os demais. O produto é mais próximo de um tablet que os outros modelos. Ele tem processador Intel Core i7 de oitava geração, placa gráfica Nvidia Geforce MX150, teclado destacável e tela de 13,5 polegadas com resolução 2256 x 1504. Ele tem sensor de impressão digital, que permite ligar e fazer login no aparelho com apenas um toque, assim como já acontece com os smartphones atuais. O produto começa a ser vendido nos Estados Unidos em dezembro por US$ 1.699, o equivalente a R$ 5.368 sem os impostos. Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  12. Design europeu está em alta, segundo empresa. Os produtos rodam Android TV. A Philips renovou a linha de TVs inteligentes com a chegada do modelo 8602 (com opções de 55 e 65 polegadas) e da TV OLED Série 9 (65 polegadas), a primeira com o mecanismo de processamento de imagem P5, desenvolvido pela marca para melhorar a qualidade da imagem exibida na tela. Os produtos rodam sistema Android TV. O lançamento global ocorreu nesta quinta-feira (31) durante a feira de eletrônicos de Berlim, a IFA 2017. A TP Vision, fabricante das TVs com a marca da Philips, estuda a inclusão dos produtos no portfólio para o Brasil em 2018. OLED Série 9: mecanismo P5 em destaque Principal lançamento do dia, a Série 9 combina quatro tecnologias: o painel OLED, os pontos quânticos, a iluminação traseira Ambilight e o processador P5. Encarregado da marca Philips na Europa, Kostas Vouzas aconselhou o produto para quem gosta de entretenimento por streaming, como o encontrado na Netflix e no Globo Play. O chip P5 analisa o fluxo das imagens que chegam em Full HD, por exemplo, para converter o vídeo para 4K (Ultra HD). A técnica é conhecida em inglês como upscaling. Ela não é nova no mercado, mas recebeu melhorias no novo processador de imagens. O mesmo hardware auxilia na reprodução de cores mais vivas e na nitidez em cenas com muito movimento. A movimentação de veículos, pessoas e outros componentes do cenário fica mais natural, de acordo com a Philips. Na parte de trás das TVs OLED Série 9 ficam os componentes da Ambilight. Em três das quatro laterais da Smart TV, luzes coloridas ficam sincronizadas com o que é apresentado na telinha. As cores são projetadas na parede, para uma maior sensação de imersão nos filmes e séries. O sistema Android TV (versão M) utilizado pela Philips tem certificação do Google, para que o usuário baixe aplicativos diretamente da Google Play Store. A navegação é feita por meio de um controle remoto avançado, com direito a teclado QWERTY completo e reconhecimento de voz da Google Assistente. Sound bar marca presença A Philips Série 8000 foi atualizada com a chegada da TV Philips 8602. Com sistema Android TV, o aparelho é concebido com duas opções de tamanho: 55 ou 65 polegadas. O destaque fica por conta da sound bar, equipamento de áudio que fica na parte de baixo do painel. As TVs desta série têm pontos quânticos (quantum dots, em inglês), iluminação Ambilight e mecanismo de imagem P5. A principal diferença tecnológica em relação à Série 9 está no painel usado: o LED, tipo de painel considerado mais antigo, na comparação com o OLED. Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  13. Processadores Intel de sexta e sétima geração também integram essa placa Para acompanhar e atender o mercado de mineração de criptomoedas, a Asus lançou na última segunda-feira (21), a placa-mãe B250 Expert Mining. Entre os destaques, ela traz 19 conectores PCI e recursos que prometem agradar os profissionais da área. Essa quantidade de slots não faz sentido algum para usuários comuns, mas para especialistas em extração de moedas digitais, ela permite instalar um maior o número de placas de vídeo para trabalhar com mais velocidade e eficiência. Desses 19 conectores, só um é PCIe Gen 3.0 x16, enquanto os demais são PCIe Gen 3.0 x1. O único problema, por enquanto, é que os drivers oferecidos pela AMD e NVIDIA suportam apenas oito GPUs ligadas ao mesmo tempo, no entanto, as empresas informaram que já estão desenvolvendo novas versões compatíveis. Além disso, a placa-mãe possui socket LGA 1151 para a sexta e sétima geração de processadores Intel e suporte a 32 GB de memória RAM DDR4 em dual-channel. Para aliemtnar os componentes, a B250 Expert Mining utiliza três conectores ATX12V de 24 pinos e outros três cabos do tipo Molex. Infelizmente, a Asus ainda não divulgou o preço ou data prevista de lançamento no mercado brasileiro. Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada
  14. @Samuel RD no monitor externo via hdmi fica normal a imagem amigo?
  15. Nova série de processadores da Intel vai obrigar o investimento em novas placas-mãe A fabricante de placas-mãe ASRock adiantou a informação que confirma que a oitava geração de processadores da Intel vai exigir novas placas-mãe já que os novos processadores não usarão os soquetes atuais, usados por sexta e sétima gerações. Caso a notícia se confirme no lançamento oficial da arquitetura Coffee Lake da Intel, os consumidores interessados em investir na nova geração terão de abrir mais ainda o bolso, separando dinheiro para novos processadores e placas. A ASRock soltou a informação via Twitter, respondendo às dúvidas de um consumidor interessado em saber sobre a nova geração de placas desenvolvidas para os novos processadores. A notícia é ruim e surpreende, já que processadores de sexta e sétima gerações, também com os mesmos 14 nanômetros a serem usados na oitava, compartilham as mesmas placas-mãe. Com a necessidade de adquirir novas placas para novos processadores, o consumidor pode acabar tendo mais razões para considerar os produtos da AMD. A rival da Intel tem se comprometido a suportar a plataforma AM4 e seu soquete universal até 2020. Vale lembrar que a mudança de soquetes entre gerações de processadores pode ser mais do que uma estratégia comercial para forçar a venda de placas (a Intel também ganha dinheiro com o emprego de seus chipsets nos novos modelos). O soquete, ponto de contato elétrico entre placa e processador, é desenvolvido de forma a considerar especificações elétricas, térmicas e lógicas da operação das CPUs e esses aspectos técnicos podem variar bastante de arquitetura para arquitetura, forçando a necessidade de novos designs. Fonte: Se você gostou da postagem dar um não custa nada

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...

×