Ir para conteúdo

Chico Lima

Técnico Cooperador
  • Posts

    974
  • Posts por dia

    0,54
  • Registrado em

  • Última visita

  • Créditos

    301

Última vitória de Chico Lima foi em 7 de Setembro

Seu conteúdo foi o mais bem avaliado!

Sobre Chico Lima

  • Rank
    Membro Elite
  • Data de Nascimento 25-05-1969

Informação Pessoal

  • Localidade
    Ituiutaba - MG
  • Texto pessoal
    Maxbit Informática Ituiutaba-MG
  1. Quando um computador é ligado, muitos processos invisíveis acontecem. Os componentes começam a falar entre si, para funcionarem. O BIOS e a UEFI são o elemento base para que o hardware funcione de forma perfeita durante esse arranque. O propósito destes elementos é carregar e executar as operações iniciais do sistema, usando para isso o hardware. Hoje vamos conhecer cada um deles em pormenor e quais as suas diferenças. Em meados da década de 1990, a Intel percebeu que o modelo da interface de firmware do BIOS (Basic Input/Output System) da IBM tinha limitações inerentes. Estas não afetaram o utilizador “normal”, no entanto dificultaram a tarefa de criar servidores de alto desempenho, o que levou a Intel a iniciar o desenvolvimento da EFI para a sua plataforma Itanium. Havia ainda a necessidade de controlar a proliferação de rootkits. Em 2007, a Intel, juntamente com a AMD, AMI, Apple, Dell, HP, IBM, Lenovo, Microsoft e Phoenix Technologies, concordaram em usar UEFI (Unified Extensible Firmware Interface), sucessor do famoso EFI (Extensible Firmware Interface), cuja detentora é o Unified EFI Fórum. BIOS O BIOS é o padrão usado pelos PCs desde a sua criação, e remonta aos antigos computadores compatíveis com IBM e foi, durante cerca de vinte anos, o padrão nos computadores. Basicamente, o BIOS é um software especial, chamado de firmware, armazenado num chip especial e soldado na placa-mãe, chamado ROM (EEPROM atualmente). As suas 3 principais funcionalidades são: Executar o POST (Power-On Self-Test): É verificado se os componentes instalados na placa-mãe funcionam, principalmente o processador e a(s) memória(s) RAM. Fornecer o IO (Input/Output) básico: Para que possam operar periféricos essenciais, como o teclado, monitor e portas série, possibilitando a execução de tarefas básicas. Inicializar: O BIOS tenta inicializar, a partir de dispositivos ligados (HDDs, SSDs, entre outros), o sistema operativo e garantir que este possa usar todos os componentes de hardware. Inicialmente não era possível escrever ou apagar a ROM, ou seja, o software não podia ser programado ou atualizado. Isso mudou e o BIOS passou a poder ser atualizada com o intuito de oferecer suporte a hardware mais recente e a ser programada para executar novas tarefas, mais específicas, como: Ligar/desligar portas USB, portas série ou portas IDE/SATA; Under/Overclocking de CPUs/RAMs; Regular os controladores da ventoinha da placa-mãe. Desde a sua origem que o BIOS era limitada por 1 MB de memória e operava a 16-bit. Esta era uma limitação, nomeadamente quando se tratava de discos com mais de 2TB (Terabytes) porque só inicializava partições MBR (Master Boot Record). Além disso, a MBR apenas permite até 4 partições primárias. Este problema tinha uma solução. Recorrendo ao GPT (GUID Partition Table) o problema de discos maiores que 2TB ficava resolvido, mas infelizmente o BIOS não suporta GPT. Isto significa que caso seja usado um disco de 3TB existem duas possibilidades: Usar particionamento MBR: Desta forma é permitido inicializar um sistema operativo, mas serão apresentados no sistema apenas 2TB. Usar particionamento GPT: Esta opção está fora de questão, pois o BIOS não o suporta. UEFI (A sucessora) A UEFI é talvez um pouco mais para ser entendida como a pura substituta do BIOS, isto porque pode ser vista como mini sistema operativo, que fica por cima do hardware e do firmware. Em vez de ser armazenada no firmware, como o BIOS, o código UEFI é armazenado no diretório /EFI/ na memória não-volátil. Assim, a UEFI pode estar na memória flash NAND, na placa-mãe, ou pode residir num disco rígido, ou até mesmo numa partilha na rede. Essencialmente, ela veio resolver o problema do BIOS. Pode dizer-se que a UEFI foi a segunda versão, tendo sido a antiga EFI a primeira. Muito provavelmente, se adquiriu um computador após 2010, terá já a UEFI em vez do BIOS. Eis algumas das características que a UEFI disponibiliza a mais em relação à BIOS: Inicializar mais rapidamente; Inicializa discos maiores que 2TB, usando o sistema de partição GPT; Fornece ao utilizador uma interface gráfica mais avançada; Suporta a utilização de rato; Inicialização segura (Secure Boot), proteção contra malware e rootkits, que operam em ambiente pre-boot; Fornece uma interface modular, independente da arquitetura do CPU e também para aplicações e dispositivos baseados em drivers EFI (o chamado EBC – EFI Byte- Code) Com a UEFI nasceu um novo método de inicialização, passando a existir dois modos: Modo de UEFI: Mais recente, requer uma partição separada (partição EFI) onde os bootloaders são armazenados. Modo de BIOS: Mais antigo, usado pela BIOS, o gestor de inicialização é armazenado, normalmente no início do discos. Antes da UEFI, a única maneira de instalar um sistema operativo era o modo BIOS, mas, após a sua implementação, passou a ser o novo padrão selecionado. Com isto, criou-se uma confusão, pois um sistema operativo instalado no modo BIOS não pode ser inicializado utilizando o modo UEFI e vice-versa, sem modificar a instalação ou reinstalar todo o sistema. Por este motivo, a UEFI passou a suportar o modo “Legacy Mode”. O Legacy Mode opera como se fosse um BIOS. Serão perdidos quase todos os benefícios da UEFI, como o Secure Boot ou o Fast Boot, mas a interface gráfica do utilizador manter-se-á. A única diferença é que a UEFI será capaz de inicializar a partir de discos MBR, sem ser necessária a partição EFI, e será capaz de inicializar instalações não-UEFI. Atualmente, a maioria das placas-mãe suportam já suportam este modo. Para saber se o seu sistema operativo está instalado no modo UEFI ou Legacy siga os passos abaixo: Windows: Use a ferramenta de gestão de discos para verificar se existe a “EFI System Partition” no disco onde o Windows está. Caso exista, o sistema foi instalado no modo UEFI, se não existir, foi instalado no modo Legacy. Linux: Verifique se existe o ficheiro /sys/firmware/efi. Se existir, o sistema está instalado no modo UEFI. O grande benefício da UEFI é ser capaz de operar lado a lado com o BIOS. A BIOS pode ser usada em dispositivos que não necessitem de grande capacidade armazenamento ou segurança, e está a desaparecer lentamente. Fonte:
  2. Transformando TL866CS em TL866A

    Comprei um RT809F e achei bem melhor que o TL866, mas se você tiver condição de comprar o RT809H, ele tem muito mais recursos. Inclusive o rt809f não precisa de adaptador para gravar as bios de 1.8v, ele já reconhece e grava direto.
  3. Transformando TL866CS em TL866A

    @Q!-tech não consegue e também não dá pra gravar a bios direto na placa. Aqui eu modifiquei a minha e fiz o teste, não funciona.
  4. A Toshiba confirmou nesta quinta-feira, 28, a venda de parte de seus negócios para um consórcio liderado pela Bain Capital. O grupo, formado por gigantes como Apple, Dell, Seagate, Kingston e outros nomes, pagou US$ 18 bilhões pela linha de produção de chips da japonesa. Rumores sobre o negócio vinham rondando o mercado há algum tempo. Na semana passada, a agência de notícias Bloomberg revelou que a Apple, sozinha, pagaria mais de US$ 3 bilhões pelo acordo, o que seria a maior aquisição da história da criadora do iPhone. Os detalhes da compra, porém, não foram divulgados, de modo que ainda não se sabe quanto cada membro do consórcio pagou. A divisão de chips da Toshiba é a segunda maior fabricante de pentes de memória NAND do mundo. A compra é estratégica porque estimula a competição nesse mercado. Anteriormente, a principal interessada em comprar a divisão de chips da Toshiba era a Western Digital, que, nos últimos anos, vem se tornando uma gigante do setor, adquirindo diversas empresas, como a SanDisk, Hitachi, Upthere e outras. O consórcio liderado pela Bain Capital tinha o objetivo de impedir que a Western Digital colocasse as mãos na fábrica da Toshiba e se tornasse um monopólio. Fora a Western Digital, outra gigante do setor é a Samsung. Quando apenas duas grandes empresas controlam quase toda a produção de chips de memória do planeta, empresas como Apple e Dell ficam reféns dos preços estipulados pelas duas. Com mais diversidade no setor, mais competitivo o mercado fica, e, consequentemente, mais os preços tendem a cair. Vale lembrar que a Apple já depende da Samsung no fornecimento de telas OLED para o iPhone X e na fabricação de diversos outros componentes internos dos seus produtos, incluindo processadores. Comprar a fábrica da Toshiba, portanto, seria uma forma de reduzir essa dependência. De acordo com informações da agência de notícias Reuters, a falta de consenso entre os oito membros do grupo trouxe alguns problemas para a negociação. A compra deveria ter sido fechada na semana passada, mas foi adiada porque a Apple queria novos termos em relação à operação de fornecimento dos chips. Além disso, uma coletiva de imprensa marcada para anunciar a transação foi cancelada minutos antes de começar, justamente por desentendimentos entre os membros do consórcio. Fonte:
  5. Se você ainda usa o Internet Explorer, temos (mais) uma má notícia pra você: uma falha de segurança no navegador permite que se vaze tudo o que for digitado na barra de endereço. A vulnerabilidade foi descoberta pelo pesquisador de segurança Manuel Caballero, que criou uma prova de conceito que mostra que é possível para qualquer site previamente preparado capturar qualquer coisa que o usuário digitar, sem que ele saiba. Uma vez que a barra de endereços do Internet Explorer também pode servir como caixa de buscas para o navegador, é possível interceptar não apenas URLs mas também termos de pesquisa antes da vítima mudar de página. O bug está presente na versão mais recente do Internet Explorer 11, ainda suportada pela Microsoft, mas não há correção publicada até o momento. Confira a falha de segurança em funcionamento: De acordo com um comunicado oficial da Microsoft, os usuários deverão ter paciência para que o problema seja corrigido: ” o Windows tem um compromisso com o consumidor para investigar questões de segurança reportadas e pro-ativamente atualizar dispositivos impactados tão logo seja possível. Nosso política padrão é oferecer soluções através do nosso cronograma atual de Atualizações na Patch Tuesday”. Em outras palavras, correções deverão ser publicadas somente no próximo dia 10 de Outubro. Para Caballero, ” a Microsoft está tentando se livrar do IE sem dizê-lo. Seria mais fácil, mais honesto, simplesmente contar aos usuários que seu navegador antiquado não está sendo suportado como o Edge. (…) Eu acredito firmemente que o IE deveria ser tratado como o Edge em termos de segurança, ou então livrem-se dele completamente”. Fonte:
  6.  apresentação Hugo Antonio Souza

    @hugo antonio souza seja bem vindo ao fórum EBR
  7. Comprei um microscópio da marca Ya Xun modelo AK01 e a iluminação dele é uma lâmpada amarelada e que aquece muito. Abri o mesmo e vi que usa um transformador com saída de 12V, aí aproveitei o mesmo transformador original dele e utilizei uma ponte de diodo, 1 capacitor eletrolítico e um regulador 7812. Com isso eu consigo 12V regulado e exato. A lâmpada troquei por uma lâmpada de led utilizado em automóvel que é do mesmo tamanho da original. Montei todo o circuito de forma improvisada mesmo, sem placa e instalei ao lado do transformador pois tem espaço suficiente. Para quem tem desse microscópio e quer fazer a modificação, estou postando abaixo as fotos do passo a passo.
  8.  dúvida Playstation 1 Scph 101 placa pm-41

    @Augusto Maggot acredito eu que se você pegar o modelo do seu modchip e pesquisar no google por ligação modchip xxx irá encontrar facilmente esta ligação.
  9.  dúvida Laserjet m1132 - Impressora 110v ligada em 220v

    @Leandro Casarolli M. de Souza este diodo em curto pode ser a causa do aquecimento que você havia dito. Tem que verificar se não teria um problema após esta saída para ter queimado o diodo. Seria bom verificar também, correto?
  10.  dúvida Laserjet m1132 - Impressora 110v ligada em 220v

    @Leandro Casarolli M. de Souza o código correto do transistor original é P8N50E, é um transistor canal N para 500V e 8.5A, já o 18N50 é para é 500V e 18A, então acredito que essa fonte tenha mais problemas, porque pelas características não era para ele aquecer. Dá uma verificada no restante do circuito porque com certeza algo está errado.
  11. A McAfee classificou a cantora como a celebridade com maior probabilidade de encaminhar os internautas que pesquisam o seu nome para sites com vírus e malware Apesar de não lançar um álbum novo desde 2013, Avril Lavigne, de 32 anos, foi considerada a celebridade com maior probabilidade de encaminhar os internautas que pesquisam o seu nome para sites com vírus ou malware. De acordo com os dados da McAfee, as pesquisas com o nome da artista têm uma probabilidade de 14,5% de conduzir a páginas com conteúdos potencialmente perigosos para a segurança informática. Contudo, a percentagem sobe para os 22% se os utilizadores realizarem uma pesquisa em que pretendam encontrar ficheiros MP3 gratuitos. No top 10 da lista deste ano, Avril Lavigne é seguida por Bruno Mars, Carly Rae Jepsen, Zayn Malik, Celine Dion, Calvin Harris, Justin Bieber, Sean "Diddy" Combs, Katy Perry e Beyoncé, revela a Associated Press. Para chegar a esta lista de celebridades “perigosas”, a McAfee parte da sua própria classificação dos sites e cruza depois os resultados com pesquisas da Google, Bing e Yahoo. No ano passado, o título de “celebridade mais perigosa da Internet” tinha sido entregue a Amy Schumer, sendo que o DJ van Buuren tinha sido o eleito em 2015. Fonte:
  12.  dúvida Chapa de cobre - Vostro 3450

    @reynaldosn a espessura da chapa de cobre tem que ser uma que atenda não deixando o dissipador muito elevado e nem sem pressão, então você pode observar com a de 1mm e caso sinta que fica com folga, aumente para 1,5mm
  13.  apresentação Google

    @PAULO MARCOS DUARTE SANTOS seja bem vindo ao fórum. Espero que te atenda e que possa contribuir com suas experiências.
  14. Os participantes do Windows Insider Program interessados já podem fazer o download das ISOs do Windows 10 Preview build 16278 (32 e 64 bits). Este build foi disponibilizado originalmente em 29 de agosto via Windows Update. Faça o download das ISOs do Windows 10 Preview build 16278 Siga os passos abaixo para fazer o download das ISOs do Windows 10 Preview build 16278: 1 – Acesse a página com as ISOs clicando aqui e faça o login com sua conta do Windows Insider Program. 2 – Selecione a edição do Windows 10 Preview build 16278 que você quer no menu Select Edition e clique no botão Confirm: Baboo - Tecnologia e CiênciaBaboo - Tecnologia e Ciência Baboo - Tecnologia e CiênciaBaboo - Tecnologia e Ciência 3 – Selecione seu idioma e clique no botão Confirm: Baboo - Tecnologia e CiênciaBaboo - Tecnologia e Ciência 4 – Clique nos botões para baixar as ISOs das versões 32 e 64 bits do sistema operacional. Os links oferecidos são válidos por 24 horas: Microsoft disponibiliza ISOs do Windows 10 Preview build 16278Baboo - Tecnologia e Ciência A página com as ISOs também oferece os seguintes downloads adicionais: – Symbols MSI 32-bit Insider Preview – Build 16278 – Symbols MSI 64-bit Insider Preview – Build 16278 – Features on Demand Pack 32 e 64 bits Insider Preview (Parte 1) – Build 16278 – Features on Demand Pack 32 e 64 bits Insider Preview (Parte 2) – Build 16278 – Language Pack Bundle Insider Preview – Build 16278 – Inbox Apps Bundle Insider Preview – Build 16278 Windows 10 Preview build 16278: Fonte:
  15. Google passa a cobrar em reais e acirra disputa com Amazon e Azzure Convergência Digital Por Fábio Barros - 19/09/2017 O Google anunciou nesta terça-feira, 19/09, em São Paulo, a inauguração do que chama de sua primeira região de Cloud na América Latina. Na prática, a companhia coloca em operação a sua primeira estrutura de nuvem, a Google Cloud Platform (GCP), na região e passa a oferecer seus serviços a clientes brasileiros e latino-americanos. De acordo com Fabio Andreotti, diretor de GCP do Google Brasil, a região latino-americana inaugurada hoje em São Paulo é a 12ª, formando uma estrutura em nuvem que integra, além das 12 regiões, 36 zonas, mais de 100 pontos de presença e uma rede global com 100 mil quilômetros de cabos de fibra óptica. “Ampliamos nossa presença global, com uma escala que hoje atinge mais de 1 bilhão de usuários finais atendidos por nossos clientes”, afirma. O executivo afirma que o lançamento em São Paulo dá continuidade a este plano de expansão, fruto de cerca de US$ 30 bilhões em investimentos nos últimos três anos, e responde às demandas de parceiros e clientes brasileiros. Os primeiros benefícios aos clientes locais são o aumento da velocidade e a redução da latência, algo entre 85% e 90%, por conta da proximidade com os servidores. Outro benefício é a cobrança em Reais. Andreotti explica que todos os serviços de GCP contratados no Brasil, mesmo os que não estiverem hospedados aqui, serão cobrados em Reais em um modelo único de preços, já com os impostos incluídos. “Isso significa que qualquer cliente com CNPJ no Brasil será cobrado em Reais por qualquer serviço Google Cloud”, diz, lembrando haver também uma política de descontos de acordo com a utilização. O executivo lembrou que, para mudar seu modelo de pagamento, os clientes brasileiros precisarão atualizar suas contas, informando o método de pagamento, que pode ser cartão de crédito ou boleto. Andreotti destacou ainda a possibilidade que os clientes terão de selecionar que tipo de máquina virtual vão utilizar. De acordo com necessidades específicas, eles poderão escolher quanto de memória e de processamento terão em suas máquinas. “Isso nos dá a melhor relação preço x benefício do mercado, com preços até 60% menores quer os de nossos concorrentes”, provoca. Integração global Além de atender o mercado local, a região inaugurada hoje pelo Google vai funcionar como um hub para a América Latina. Além disso, estará disponível para clientes de qualquer parte do mundo, que poderão escolher onde armazenar seus dados. Para isso, a GCP do Brasil estará integrada a outras existentes na América do Norte, Europa, Ásia e Austrália. ]A operação local do GCP inicia suas atividades já atendendo clientes como UOLDiveo, Dotz, SulAmerica, Easy Taxi, Ancar Ivanhoe Shopping Centers e Jusbrasil etc. Por enquanto, serão disponibilizados serviços nas áreas de Compute (App Engine, Compute Engine e Container Egine); Bif Data (Cloud Dataflow, Cloud Dataproc e Cloud Datalab); Storage (Cloud Datastore, Cloud Storage, Cloud SQL e Persistent Disk) e Networking (Autoscaler, Cloud DNS, Cloud Load Balancer, Cloud Virtual Network, Cloud VPN e Cloud Virtual Router). Para Rafael Munoz, líder de serviços profissionais do GCP na América Latina, a estrutura que a empresa passa a oferecer no Brasil está pronta para o futuro das empresas brasileiras. “Atualmente, toda companhia é, ou será, uma companhia de dados”, diz, lembrando que conhecer o cliente e o que ele quer é fundamental para os negócios de hoje. Por outro lado, ele ressalta que 90% dos dados corporativos circulantes hoje não são estruturados e, mais que isso, 77% das empresas brasileiras ainda rodam suas próprias estruturas e sistemas de TI internamente. Neste contexto, Munoz só vê dois caminhos para as empresas que queiram utilizar a informação de que dispõem: ou gastar milhares de horas e recursos analisando isso ou ensinar uma máquina a fazer isso mais rapidamente. “Toda companhia do mundo, neste momento, deve estar pensando em como fazer isso e concluindo que não é viável continuar investindo em suas estruturas internas. Esta é a missão da GCP”, diz, revelando que, até o final deste ano, a plataforma deve chegar a 17 regiões em todo o mundo. Fonte:

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...

×